Site Overlay

Janeiro Branco e o estímulo ao cuidado com a saúde mental

Janeiro Branco e o estímulo ao cuidado com a saúde mental

 

Janeiro Branco e o estímulo ao cuidado com a saúde mental

O Janeiro Branco é uma campanha global cujo objetivo é estimular o cuidado com a saúde mental.

Apesar desse zelo ser importante em qualquer época, as pessoas tendem a ter um olhar mais introspectivo durante o primeiro mês do ano. Esse período é marcado por decisões significativas, início de projetos e mudanças de vida.

Janeiro também é o mês que as pessoas cultivam expectativas para os próximos 11 meses. Portanto, estão mais abertas a acatar esses estímulos e cuidar de si mesmas nessa época.

Foi pensando nisso que essa campanha teve início no Brasil e no mundo.

O que significa Janeiro Branco?

Janeiro branco é uma campanha nacional criada pelo psicólogo mineiro Leandro Abrahão, em 2014. Seu objetivo é chamar atenção das pessoas para questões emocionais e psicológicas. Semelhante ao Setembro Amarelo, ao Outubro Rosa, entre outras, inicia uma conversa abrangente e honesta sobre as necessidades relacionadas à saúde mental.

A ideia principal é mostrar que todo mundo tem direito de cuidar do seu bem-estar emocional e psicológico. Na verdade, esses fatores deveriam ser prioridade em suas vidas e receberem a mesma atenção que patologias físicas.

O janeiro branco almeja desenvolver uma cultura de cuidados com a saúde mental. Dessa forma, todos se sentirão à vontade para compartilhar suas dificuldades emocionais e o convívio com transtornos mentais, além de fazer terapia.

A campanha também tem como público-alvo autoridades governamentais e legislativas. A conversa com elas tem como base a criação de políticas públicas voltadas para a saúde mental. Assim, sociedades ao redor do mundo poderão encontrar ajuda psicológica e fazer a prevenção de patologias.

Qual é a importância do Janeiro Branco?

Ao compreender o que significa janeiro branco, você consegue renovar a sua perspectiva sobre a importância de cuidar da saúde mental! O zelo com o bem-estar emocional é uma necessidade de todas as pessoas ao redor do mundo, não somente uma questão nacional ou individual.

Para vivermos em uma sociedade mais agradável e compreensiva, todos precisam cuidar da saúde da mente.

Isso porque à medida que cuidamos de nós mesmos, passamos a tratar melhor o mundo e os indivíduos ao nosso redor. É uma consequência natural, imperceptível a princípio, de intensificar os cuidados consigo mesmo.

Além disso, superamos ressentimentos oriundos de acontecimentos passados, curamos traumas de infância e vivenciamos o cotidiano com mais qualidade. Essas ações são necessárias para termos autoestima e nos aceitarmos como somos.

Tudo isso resulta em uma vida mais plena e maior longevidade, pois diversas doenças psicossomáticas são prevenidas.

Logo, esse lembrete anual da importância do acesso aos tratamentos de qualidade e às atividades que promovam qualidade de vida (exercícios físicos, acupuntura, terapia) tanto para a população quanto para as autoridades é muito necessário.

O trabalho desenvolvido durante o janeiro branco é mais eficaz quando feito periodicamente.

No que consiste o cuidado com a saúde mental?

Janeiro Branco e o estímulo ao cuidado com a saúde mental

Mas como, de fato, as pessoas podem manter a mente saudável? É muito fácil cair no piloto automático hoje em dia. O dia a dia é turbulento, lotado de compromissos e obrigações inadiáveis.

O relacionamento amoroso ou familiar fica em segundo plano. Os encontros com os amigos passam a acontecer semestralmente. Hobbies, projetos pessoais e sonhos são jogados para escanteio, limitando o tempo para o prazer no decorrer da semana.

As pequenas coisas da vida deixam de ser admiradas, como a bebida favorita ou a paisagem a caminho do trabalho.

Quando o indivíduo se encontra nesse estágio de desinteresse generalizado ou em uma fase de estresse abundante, é provável que esteja psicologicamente esgotado. O desconforto emocional e psicológico, então, torna-se comum.

É geralmente por essa razão que as pessoas não conseguem enxergar os sintomas dos transtornos mentais que as acometem.

É verdade que é impossível evitar todos os fatores que causam aborrecimento em nossas vidas. Todavia, é possível se dedicar a cuidar da saúde mental para que eles diminuam ou deixem de afetá-lo.

Quem compreende o que significa janeiro branco e quais são os seus objetivos entende a importância de cuidar da saúde da mente no dia a dia. Esse cuidado diário é composto por uma multiplicidade de elementos, tais como:

  • Atividades físicas;
  • Momentos de relaxamento;
  • Alimentação;
  • Autocuidado;
  • Qualidade dos relacionamentos interpessoais;
  • Hobbies;
  • Autorrealização;
  • Atividades para desestressar;
  • Sucesso profissional;
  • Conquistas significativas; e
  • Pequenos prazeres.

Você consegue identificar um ou mais desses elementos em sua vida? Em um cenário ideal, todas as pessoas vivenciariam a maioria deles, mas nem sempre é assim.

Caso a sua resposta seja negativa, existe mais uma forma de cuidar da saúde mental. Ela automaticamente estimula as demais e favorece o encontro com a felicidade cotidiana.

Cuidando da saúde mental na terapia

A terapia é a maneira mais eficiente de garantir qualidade de vida e bem-estar no presente e no futuro. A terapia não apenas resolve impasses vivenciados no dia a dia como também capacita pacientes para lidar com problemas semelhantes ou mais extenuantes.

Fazer terapia não significa que você é louco ou incapaz. Viemos ao mundo sem nenhum conhecimento sobre ele, as pessoas e nós mesmos, certo?

Não raro vemos pessoas que não sabem muito bem como usar as suas qualidades ou não compreendem seus traços de personalidade. Essa falta de conhecimento causa muito sofrimento.

Na terapia, é onde as pessoas encontram o autoconhecimentoElas passam a entender o porquê de seus hábitos, medos e atitudes. Deste modo, adquirem controle sobre eles em vez de permitirem serem controladas.

Por consequência, também cuidam da sua saúde mental.

Ter saúde mental é o mesmo que ter autoconfiança, tomar decisões visando o bem-estar, saber controlar o humor, alimentar uma autoimagem positiva e administrar emoções perante as frustrações e os problemas habituais da vida. Todas essas competências são adquiridas ao longo da terapia.

Além disso, pessoas com transtornos mentais encontram uma maneira de conviver com eles ou saná-los por completo por meio da orientação do psicólogo. O objetivo da terapia nesse caso depende do quadro clínico do paciente.

Embora ainda exista muita desinformação sobre a terapia, a maioria das pessoas já está despertando para a importância do acompanhamento psicológico.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *